Fluxo

Poemalogia

Há praga maior que nostalgia?

Que puxa-te pelo calcanhar e te faz recordar

de alegria

um dia já vivida,

mas já morta.

Adormecendo a calma em sono desesperador

e trazendo um nunca melhor sempre no dia seguinte.

Há peste mais devoradora?

Vagarosamente mata o futuro

sem que se note.

Que prende-te num ser

que já se foi

e nunca mais será,

o que ousou ser,

se mesmo querer.

Há doçura mais doce que a linda saudade da vida?

Junta a todo querer de voltar

mais ao medo de ir

que nostalgia o tempo

e tudo fora deste

é ruim.

E fim.

Há futuro fora disto além do que já se quis lá atrás?

View original post

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s