A imperfeição da perfeição

Eu nunca fui muito atraída pelo comum, pelo padrão. Tudo que é inusitado me atrai. O cotidiano me dá enjoo. Não vejo sentido no padrão da sociedade, nessa coisa de: nascer, estudar pra passar numa boa faculdade, não ter tempo para sair porque precisa completar a faculdade, achar um bom emprego, casar, trabalhar, ter filhos, trabalhar mais para pagar bons estudos para os filhos, até que eu fique velha demais para sair de casa, e enfim, morrer. Depois disso tudo, qual foi o sentido da sua vida ?

Não nasci para essa padronização. Não quero ter essa mesma vidinha, em que todos dizem ser perfeita. Perfeição é chato demais. Não julgo quem sonha por isso, só não tentem me obrigar a aceitar isso tudo. As pessoas costumam acreditar que quem pensa diferente está errado. Eu não me incomodaria do relógio passar a girar para o lado contrário, ou se a tartaruga começasse a andar mais rápido. O problema é que as pessoas se preocupam demais com a vida alheia.

Pessoas que pensam diferentes me atraem mais. Podem não ter o mesmo pensamento que o meu, ou gostarem de filmes diferentes, porém, a partir do momento em que eles não se importam com o padrão, já estão, definitivamente, mais interessantes que o resto do mundo.

Não tentem me dizer o que devo ou não fazer, o que vocês esperam de mim não me importa. Eu posso me vestir do jeito que eu quiser, pode ser usando uma roupa que sempre quis, ou até mesmo uma bota de couro num dia quente, se eu estiver me sentindo bem com isso, o que você está pensando sobre isso é uma grande merda para mim. Eu posso ser viciada em super heróis e Star Wars e vocês acharem ridículo, e até infantil, mas é o que EU gosto, não estou pedindo para você aceitar, ou gostar também.

Eu posso sorrir num dia nublado, e dizer que o dia está lindo. Eu posso querer ficar em casa assistindo filme, enquanto me chamam para ir a praia num dia quente do Rio de Janeiro. Eu posso preferir pintar minha unha de preto do que de branco, porque você acha mais delicado. Eu posso vestir roupas largas do que uma calça jeans apertada que deixe minha bunda melhor. Eu posso falar gírias do tipo “mano, cara, foda, irado” do que me privar, porque não vão me achar muito feminina. Eu posso preferir viajar para a Índia do que escolher a mesma viagem da Disney que todo mundo faz.

Enfim, eu posso ser o quão diferente eu quiser. Eu posso sonhar o quão alto eu queira, e posso sorrir, chorar, socar, gritar, amar, gargalhar, chutar, pular, voar, dirigir, correr para longe. Para longe de toda essa hipocrisia que só sabe julgar, quando na verdade, só deseja a mesma coragem e liberdade que eu me permito ter. Se permitem ser a imperfeição da vida.

– Giovanna Faria

Advertisements

One thought on “A imperfeição da perfeição

  1. Fatima says:

    Você não tem que agradar ninguém, apenas seguir seu coração e ser feliz.
    Não se importe com o que vão pensar,a opinião dos outros não te levará à lugar algum.
    Amo seus textos, amo você! 💗

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s